segunda-feira, 19 de maio de 2014

Prefeito Josemar sobeiro, tenta desmoralizar promotora usando blogueiro de sua gestão,o mesmo afirma que: Promotora,VACILOU FEIO!

  É de causar espanto,as afirmações do blogueiro da gestão do republicano,Prefeito Josemar sobreiro,a publição do dia (18),domingo,contra a promotora Gabriela Brandão da Costa Tavernard.Classificou a decisão da  mesma como precipitada e intolerante,Por conta da Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa que o Ministério Público moveu contra o prefeito, pela contratação excessiva de pessoas para exercer cargos comissionados para o quadro de servidores do município e sem prévia aprovação em concurso público.

O blogueiro tenta desmoralizar o trabalho da Promotora de Justiça de Paço do Lumiar, alegando que a promotora, talvez tomada pelo pesadelo da quadrilha que assolou o município na gestão de Bia Aroso, esteja colocando todo mundo no mesmo saco. 


Veja Publicação:

 
Publicação Blog Edgar Ribeiro.

E, o que é mais grave, o blogueiro afirma que a promotora se mostra intolerante e deixa 21 escolas comunitárias e 7 mil alunos sem aula em Paço do Lumiar. Na justificativa do blog ligado a administração municipal, ele diz o seguinte: "Através de Termo de Ajuste de Conduta (TAC), prefeitura e as escolas comunitárias estavam concluindo projeto de regularização e reestruturação dos agentes que lhes prestam serviços para a realização de processo seletivo ou concurso. A secretária de Educação estava trabalhado com as escolas comunitárias em busca de uma solução, que não é tão simples quando de repente, a promotora Gabriela Tavernard, que não é a promotora da educação, de forma precipitada abriu processo de improbidade administrativa por excesso de contratação de cargos, sendo que 128 desses contratos são de professores para as escolas comunitárias, a promotora errou feio em sua decisão".


Porém, quem errou feio na sua ampla defesa em favor do prefeito de Paço do Lumiar foi o blogueiro. No dia 08 de abril de 2013, a Promotora juntamente com a Ex – secretária de Educação Maria do Rosário de Fátima Nunes Leal e o Procurador Geral do Município, Bruno Leonardo Silva Rodrigues, haviam assinado o Termo de Ajuste de Conduta.

Na cláusula primeira, o município comprometeu-se a promover a Municipalização das Escolas vinculadas às Associações e Grupos, especificamente no que concerne a contratação temporária de pessoal, por um período de 06 (seis) meses, prorrogável uma única vez por igual período (prorrogação vinculada à abertura do procedimento administrativo para fins de realização de concurso público) a contar da assinatura do presente Termo.

No parágrafo único, o município comprometeu-se a, no prazo de 06 (seis) meses, realizar a abertura de procedimento administrativo para fins de realização de concurso público para o provimento dos cargos vinculados a tais escolas. 








No caso, a administração municipal não cumpriu com o Termo de Ajuste de  Conduta. A tentativa ilegítima de desqualificar o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Promotora de Justiça na defesa do patrimônio público e combate à criminalidade no município, não será alcançada, pois a população de Paço do Lumiar apoia totalmente e irrestritamente a Promotora Gabriela Brandão, cuja atuação é alvo do reconhecimento de toda classe, não apenas pela qualidade do trabalho que realiza, mas pela isenção, imparcialidade, combatividade na defesa dos princípios constitucionais e compromisso com a promoção da cidadania, o que tem assegurado o cumprimento do papel institucional do Ministério Público.