sexta-feira, 9 de maio de 2014

Suposta entrevista de Ayrton Senna,confirmando a compra à vista da mansão de lobão em Miami.

Senador Lobão Filho (PMDB-MA), disse em entrevista à Rádio Mirante, na última quarta-feira, que vai oferecer R$ 20 mil por denúncias contra a Embratur, que foi presidida por seu adversário e pré-candidato do PCdoB, Flávio Dino, de junho de 2011 a março deste ano.
A proposta de Edinho Lobão, como prefere ser chamado, surgiu quando foi perguntado sobre uma antiga e suposta entrevista de Ayrton Senna ao programa do Jô, na qual o ex-piloto teria externado surpresa com a compra à vista de uma mansão em Miami pelo filho do então governador do Maranhão

Historia da suposta mansão comprada à vista em Miami:

O piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna havia se tornado uma espécie de herói nacional. Naquele ano, Senna ganhara seu segundo título de campeão mundial da categoria em uma dura temporada disputada contra o arquirrival piloto da Ferrari, o francês Alain Prost.
Chamado para uma entrevista no Programa Jô Soares Onze e Meia no SBT, Senna foi questionado pelo apresentador sobre a compra de uma mansão em Miami e se já estaria rico. Senna respondeu taxativamente: “Comprei a casa em várias parcelas. Rico mesmo é o filho do governador do Maranhão que comprou uma mansão ao lado, maior que a minha, à vista e em dinheiro vivo”
Senna estava se referindo à Edinho Lobão, filho do então governador do Maranhão Edison Lobão, que nunca sequer deu-se ao trabalho de desmentir a história. Na época Lobão Filho ganhou o apelido de “Edinho 30″ por conta dos percentuais que levava por fora em negócios feitos com o governo do estado. Mas essa é outra história.

Suposta entrevista,onde,Ayrton Senna,confirma a compra à vista da suposta mansão:



Lobão Filho disse que jamais teve casa em Miami e contou que quando costumava ir à cidade da Flórida ficava na casa de sua cunhada, casada na época com o piloto brasileiro Roberto Pupo Moreno.
— Essa foi a maior jogada criada contra a minha vida inteira. Aquela entrevista nunca existiu e foi espalhada de uma maneira impressionante. Então, já conversei com os meus marqueteiros, e estou com vontade, como empresário, de oferecer R$ 1 milhão para quem trouxer a gravação dessa entrevista — disse o pré-candidato do PMDB, emendando: — E vou oferecer, em contrapartida R$ 20 mil para quem trouxer processos da Embratur onde há claramente crimes de má gestão, de roubo e furto.
Flávio Dino, preferiu não comentar o assunto, mas o presidente do PCdoB no estado, Márcio Jerry, lamentou as agressões dirigidas a Dino.