domingo, 17 de agosto de 2014

Edis e população Luminense revoltados com a construção de presídio na Vila Cafeteira.

Edil Itaparandi, faz campanha contra Presídio

O anúncio da construção de um presídio na região do Maiobão, em Paço do Lumiar, revoltou a população e empresários da cidade. O complexo prisional será duas vezes maior que o de Pedrinhas, conhecido nacionalmente pelos massacres ocorridos nos últimos meses.



A população de Paço do Lumiar, já está se organizando para tentar embargar a obra. "Estamos fazendo abaixo-assinado, pedindo para que esse presídio não seja construído aqui em nossa região. Não queremos um presídio aqui, porque ele não traz indústria e nem emprego! Vão trazer bandidos!", comentou, revoltado o comerciante do bairro que não quis se identificar.
"Quando vem presídio para uma cidade, vem junto os bandidos, a família dos que estão lá dentro; acho que a insegurança e o medo vão aumentar por aqui", comentou a estudante Stefânia Cardoso.

Segundo a presidente da Fundação da Criança e do Adolescente, Anailde Everton Serra, a construção da unidade irá resultar em benefícios para toda a comunidade socioeducativa e atenderá a demanda do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e também da Resolução 05/98, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).


“É um momento de avanço, pois a descentralização das medidas e sua regionalização serão alcançadas, o que permitirá que os adolescentes permaneçam internados na mesma localidade, ou na mais próxima ao domicilio de seus pais ou responsáveis a fim de preservar os vínculos
familiares”, ressaltou a presidente da Funac.

A obra da construção do presídio está avaliada em mais de 11 milhões, o terreno fica ao lado do empreendimento Cidade Verde, e já está fase de construção.


Veja vídeo abaixo: