quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Dilma afirmou: O povo não quer a volta de um "fantasma do passado".





Depois de Dilma Rouseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB) trocaram críticas em discurso a militantes logo após a definição do segundo turno das eleições presidenciais no domingo (5).

Dilma, em Brasília, afirmou que o povo não quer a volta de um "fantasma do passado", ao se referir ao partido do seu adversário. Em Belo Horizonte, o tucano afirmou que sua passagem para o segundo turno foi "uma vitória da oposição".

Já nesta segunda (13), A presidente Dilma Rousseff (PT) classificou como "extremamente infeliz" a declaração do secretário de política econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland, que recomendou à população que trocasse o consumo de carne por frango e ovo para evitar a inflação.

"Mais que errada, foi infeliz", disse a presidente durante entrevista coletiva no Palácio da Alvorada, em Brasília, nesta segunda-feira (13).

A recomendação dada pelo secretário de política econômica na semana passada e foi utilizada pelo programa de TV do horário eleitoral gratuito do candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB).

"Jamais [daria essa recomendação] porque eu acho que as pessoas têm direito de comer carne, ovo e comer frango", disse Dilma.

A presidente disse que a culpa pelo aumento no preço dos alimentos é da estiagem prolongada e afirmou que é natural que o fenômeno causasse inflação no setor.