sábado, 11 de fevereiro de 2017

Vídeo: Vereadores manifestam contra decisão ditadora de Marinho do Paço de proíbir a imprensa em cobrir os atos legislativo


O presidente da câmara municipal de Paço do Lumiar, Marinho do Paço (PROS), que na sexta-feira (10), tratou a blogosfera como falsa imprensa, e proibiu de acompanhar os atos legislativos, comete em suas atuações, atropelos e descumprindo o regimento interno.

Nesta última sessão ordinária, mais um vez cometeu atropelo e desobedeceu o regimento interno, proibindo a imprensa de cobrir os atos da casa legislativa, o presidente que age de forma pessoal, sei observar o regimento e a lei maior, toma decisões equivocas sem consulta prévia a qualquer embasamento jurídico, agindo como verdadeiro ditador. Lembrar que somos amparados pela Constituição Federal, em que veta apenas o anonimato com fulcro no (artigo 5º, IV) e não a prestação de publicizar as tomadas de decisões feitas para reconhecimento do nosso povo luminense, lembre-se que estamos em um país democrático por direito, não iremos nos calar diante suas imprudência e falta de entendimento legal, em que deveria ter de causa, por está a cargo importante no município.

O ex-presidente da Câmara Municipal Leonardo Bruno (PPS), o vereador Welligton Sousa (PSB), assim como Fernando Muniz (PP), que tem o pensamento contrário a decisão do ditador Marinho do Paço, assumem que a decisão deverá ser revista, pois esta proibição não é regimental, o que fala o artigo 28, IV, somente da atribuição do presidente em credenciar a imprensa e não levar em considerações critérios pessoais, como vem fazendo desde quando assumiu a presidência do poder legislativo luminense.

Veja abaixo a fala de cada dos edis citados no tocante a decisão ilegal do presidente ditador marinho do Paço.