segunda-feira, 13 de março de 2017

Domingos Dutra ao lado de Eudes Sampaio deram início à atualização das divisas entre Paço do Lumiar e São José Ribamar

O prefeito de Paço do Lumiar Domingos Dutra (PCdoB), ao lado do vice-prefeito de São José de Ribamar Eudes Sampaio (PTB), deram início ao processo de atualização dos limites das divisas territoriais entre os municípios Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

Todo o trabalho foi intermediado pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Pelo menos 10 pontos foram visitados, entre eles ruas e avenidas do bairro Araçagy onde o problema de áreas de litígio é alvo de divergência por muitos anos. " Eu e o prefeito de Ribamar Luis Fernando, optamos por um acordo, justamente para evitar conflitos. A gente sabe que esse problema de divisão territorial se arrasta por anos, por isso estamos dispostos a facilitar as coisas e resolver. A prefeitura de São José de Ribamar já se dispôs a ceder pelo menos 19 mil pessoas à Paço do Lumiar, aumentando assim o nosso contingente populacional, e isso é muito bom, quanto maior o contigente, maiores serão os recursos destinados pelos governos Federal e Estadual, para investimento em políticas públicas da nossa cidade", disse o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra.

O Imesc tem como uma de suas atribuições produzir e manter atualizada a Base Cartográfica do Estado e, nesse sentido, executa o Projeto de Atualização Cartográfica dos Municípios do Estado do Maranhão. " Baseados nos estudos de campo realizados pelos nossos técnicos, as Prefeituras poderem discutir melhor sobre essas incorporações de territórios e migração de moradores, nós estamos aqui para ajudar na parte burocrática", ressaltou o diretor de estudos ambientais e cartográficos do Imesc, Josiel Ribeiro. 

Atualmente São José de Ribamar tem em torno 176 mil habitantes, segundo o último censo do IBGE feito em 2010, já Paço do Lumiar tem 105 mil habitantes.

Os números em Paço cresceram junto com o desenvolvimento urbano da região, no ano passado o número de habitantes estipulado pelo IBGE ultrapassou os 119 mil. Após essa etapa de levantamento de áreas e com a oficialização do acordo entre os municípios, o IBGE que tem como função fazer o cálculo estimativo da população, vai realizar um novo censo. " O que for estabelecido aqui entre os municípios, a união vai aderir e vamos praticar na nossa base territorial", acrescentou José Henrique da Silva, gerente da Divisão Territorial Brasileira do IBGE.