segunda-feira, 23 de julho de 2018

Dr. Núbia Feitosa recebeu à comitiva dos vigilantes em protesto, e explica o atraso dos salários por parte da empresa



Nesta segunda-feira (23), os vigilantes da empresa Araçagy, fizeram protesto por atraso de salário, eles afirmam que a empresa não paga a três meses seus funcionários. O protesto paralisou o trânsito na estrada de Ribamar a MA-201.

Segundo o vigilante Júlio que encontrava-se no local protestando pelo pagamento do salário em atraso, afirmou que a empresa não paga a três meses, "Estamos sem receber faz três meses, o dono da empresa não fala nada para a gente, fica difícil para a gente, a empresa Bem-Brasil, tá pagando em dias seus funcionários, e vinhemos aqui na prefeitura para saber o que está acontecendo", disse Júlio funcionário da Empresa Araçagy.

A primeira Dama e secretária Dr. Núbia Feitosa, recebeu a comitiva dos vigilantes e ouviu a cada um e esclareceu a seguinte situação aos manifestantes e sobre a Empresa:

"Sempre vou receber a cada um que queira ter diálogo, estou aqui para isso, para ouvir o povo e esclarecer suas duvidas";

No tocante a empresa, a secretária explicou aos manifestantes que a empresa tem que ter recurso financeiro para pagar seus funcionário e apresentar à prefeitura os comprovantes, as carteiras assinadas, as frequências, as assinaturas de cada funcionário do recibo de pagamento, para que a prefeitura possa ressarcir. Agora o que não pode acontecer é a prefeitura pagar cada funcionário, pois é dever da Empresa fazer o pagamento a cada um dos seus funcionários, "Nosso papel é claro, é ressarcir, se a empresa não nos apresenta o processo, embora o dinheiro esteja na conta, nós ficamos preso pela própria lei de não poder ressarcir, o que ocorre é que a empresa demora muito a pagar e demora muito a trazer o processo", assevera a primeira dama aos funcionários da empresa Araçagy.

Outro ponto importante na fala da secretária, é que não há outro atraso com a empresa, fazemos o ressarcimento de acordo como requer a lei, e empresa tem que ter arrimo financeiro para que não deixe atrasar o salário de seus funcionários.


Esclareceu também, Dr. Núbia Feitosa, que a empresa quando concorre a uma licitação demonstra os tipos de balancete que dão a entender que tem condições, quando foi interrompido por um dos manifestantes que estava na comitiva — Então é fraudulenta a empresa! Ato contínuo, disse a primeira Dr. Núbia — Não vamos falar em fraude pois é algo muito grave, você falar em fraude é crime federal, fraude está por sua conta, acho o dono uma pessoa muito séria.


Outro ponto da conversa em que afirma o funcionário Júlio, depois de ter ligado a empresa para saber do salário, teve a informação de que somente na sexta-feira (20/07), a empresa entregou toda documentação, e que a empresa deu a previsão para segunda-feira (23/07) ou na terceira-feira (24/07), ratificou a secretária e afirmou que o dinheiro já está na conta. Isso mostra que os funcionários manifestantes estavam ciente sobre o atraso na documentação e que a empresa já havia sinalizado o uma previsão para o pagamento dos salários em atraso.

Para tirar ainda mais dúvidas dos funcionários manifestantes, explicou, que quando a empresa, apresenta a assinatura, não quer dizer que ela correspondeu ao que requer a lei, que vai muito mais além, a lei quer ter certeza que a carteira de cada funcionário está anotada e exigi fotocópia da carteira assinada que deverá está ínsito no processo, além de outros requisitos e devem está preenchidos, pois não é só a empresa em si, pensa também no funcionário e é assim que devemos obedecer.

A secretária alertou a comitiva/funcionários, sobre a legitimidade do protesto, e pediu para os trabalhadores tomarem cuidado para não serem usados por pessoas que tem outros interesses e não deixá-los colocar o emprego em risco, " Muita atenção para não serem utilizados por pessoas que tem outro interesse e colocar o emprego de vocês em risco", alertou Dr. Núbia aos funcionários.

Por fim, um dos funcionários afirma que veio com um único compromisso, que foi falar com alguém da prefeitura, "vinhemos com um único compromisso de falar com vocês", em resposta a secretária Núbia, diz que veio com prazer pois é o que gosta, "Vim com prazer", disse a secretária.

Em seguida, os manifestantes liberaram a Estrada de Ribamar (MA-201).