sábado, 29 de dezembro de 2018

Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação - IBPT completa 26 anos e aposta em projeto de expansão


Plano para 2019 é apostar em incubadora de projetos e franchising

Dezembro, 2018 – Protagonista em assuntos que estão diretamente ligados ao cotidiano do cidadão e do empresário brasileiro, o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT comemora em dezembro 26 anos de criação. Em 12 de dezembro de 1992, Gilberto Luiz do Amaral e João Eloi Olenike fundaram o que hoje é um dos mais reconhecidos institutos em matéria tributária no país.

Desde a sua fundação, o IBPT desenvolve estudos na área tributária e acompanha o desenrolar de questões no setor econômico do país. À frente do Instituto estão o advogado tributarista e coordenador de estudos e também presidente do Conselho Superior do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral e o contador João Eloi Olenike, atual presidente executivo da entidade.

“A ideia de criar o IBPT foi do Gilberto, a intenção era começar uma instituição que fosse independente dos governos e que fizesse cálculos e estudos que pudessem ser confrontados com aqueles apresentados pelos órgãos oficiais”, conta Olenike.

Essa instituição, de acordo com Olenike, teria também o objetivo de ser multidisciplinar e abrigar diversos especialistas nas áreas de Economia, Contábeis, Direito e Administração de Empresas, além disso, promoveria cursos, seminários, palestras e principalmente estudos setoriais.

Relação com o governo e protagonismo social

Apartidário e sem fins lucrativos, o IBPT nunca teve cunho político, embora seus estudos e projetos sirvam para embasar leis, como é o caso da Lei 12.741, de 2012, que ficou conhecida como lei do Imposto na Nota, e da lei 12.325/10, que tornou o 145º dia do ano (25/05) o Dia Nacional de Respeito ao Contribuinte.

“A aproximação com o Governo aconteceu somente por ocasião da passagem do ex-ministro Guilherme Afif Domingos pela Secretaria da Micro e Pequena Empresa, quando auxiliamos na implantação das determinações da Lei 12.741/2012, que obriga as empresas que vendem ao consumidor final a expor o percentual de tributos no documento fiscal. O IBPT disponibilizou gratuitamente o programa que efetua os cálculos desses tributos”, afirma Gilberto Luiz do Amaral.

“O estudo sobre os dias trabalhados para pagar impostos surgiu da ideia de transformarmos o percentual da carga tributária incidente sobre a renda, o patrimônio e o consumo dos ganhos médios do brasileiro, em número de dias. Esse estudo serviu de base para que o Deputado Sandro Mabel instituísse na ordem jurídica a Lei 12.325/2010, que estabeleceu o Dia Nacional de Respeito ao Contribuinte”, conta Olenike.

Outro estudo de grande destaque é o IRBES – Índice de Retorno de Bem-Estar à Sociedade, que surgiu da necessidade de mostrar, através de um índice obtido matematicamente, que temos uma carga tributária altíssima, mas o retorno desses recursos em serviços públicos é um dos piores do mundo. “Já tivemos sete edições com o Brasil sendo, entre os 30 países de maior carga tributária, sempre o último colocado, ou seja, o que proporciona o pior retorno à sociedade dos recursos arrecadados com os tributos cobrados”, relata Olenike.

Por conta desses estudos e do levantamento de outros dados, o IBPT obteve a credibilidade da população em geral, governo e imprensa. “A partir do momento em que nossos dados e estudos alcançaram a credibilidade de toda a sociedade brasileira, principalmente entre os especialistas da área tributária, nos tornamos a maior e a mais importante fonte de informação para toda a mídia nacional e internacional”, diz Amaral.

Recentemente, O IBPT criou o Citizen, primeiro aplicativo nacional de controle de gastos por meio do registro das notas fiscais. Por meio dele, o consumidor pode elencar seus gastos por tipo de produto e/ou serviço e delinear o seu perfil de consumo.

Expansão e projetos para 2019

Para o próximo ano, o IBPT vai lançar o IBPT Partner visando a expansão da marca por meio do modelo de franquias. “No início de 2019 estaremos efetuando a Análise de Franqueabilidade e a elaboração dos planos de negócios. Serão desenvolvidos quatro modelos de franquias com padrões e investimentos diferenciados, sendo elas, Light, Standard, Medium e Full”, adianta Amaral.

Os serviços que o IBPT Partner vai oferecer são: Inteligência tributária, Estudos tributários, Inteligência de Mercado, Dados empresariais (Listas e Prospecção Qualificada), API’s para desenvolvimento de novas tecnologias, entre outros. Por meio de todo o suporte oferecido pelo IBPT, o franqueado poderá utilizar uma marca com 26 anos de existência, reconhecida em todo território nacional e receberá todo apoio operacional para dar início aos trabalhos.

Mas as novidades não param por aí. Também em 2019, o IBPT irá lançar o IBPT Labs, uma espécie de incubadora de projetos, uma estrutura em que colaboradores, estudantes, clientes, comunidade, parceiros e startups poderão se reunir para debater e desenvolver soluções que envolvam Internet of Things, Big Data, Design Thinking e Inteligência Artificial. Além de servir como um ambiente para o desenvolvimento de produtos e serviços, o IBPT quer que o laboratório conduza um novo plano de negócios, norteado pela inovação.

Sobre o IBPT

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT atua desde 1992 na área de inteligência tributária ao realizar pesquisas, estudos e análises para gerar conhecimento e esclarecer a população sobre o complexo sistema tributário brasileiro. Ao mesmo tempo, vem transmitindo informações e dando consultoria estratégica sobre carga tributária setorial, implementando sistemas de governança tributária e desenvolvendo ferramentas e métodos a fim de incrementar a lucratividade das empresas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário